Seguidores

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

" CÔMICO ... SE NÃO FOSSE TRÁGICO "




" DROGAS ... FUGA INFELIZ DA REALIDADE "

FUI COM MEU IRMÃO CONHECER UM BARZINHO EM MARECHAL ,
SENTAMOS E FICAMOS CONVERSANDO ... 
NUM DETERMINADO MOMENTO CHEGARAM ALGUMAS PESSOAS 
E ALGO CHAMOU ATENÇÃO ... 
EU CONHECIA UM DOS RAPAZES, QUE SEMPRE MUITO SIMPÁTICO 
CUMPRIMENTAVA-ME. 
MAS, NAQUELA NOITE PARECIA QUE NEM ME CONHECIA . 
O QUE CHAMOU ATENÇÃO FORAM OS OLHOS DELE ...
BEM ARREGALADOS, MUITO ESQUISITO !!! 
FALEI COM MEU IRMÃO QUE ESTRANHEI O COMPORTAMENTO DO 
RAPAZ !!! 
ENTÃO , O MEU IRMÃO QUE JÁ ANDOU POR ESTES CAMINHOS ... 
RESPONDEU : 
- ELE COM CERTEZA USOU CRACK !!!




PASSADOS ALGUNS DIAS MINHA IRMÃ QUE MORA EM PIÚMA/ES., 
VEIO PASSAR UNS DIAS NA CASA DA MAMÃE ...
E FICAMOS CONVERSANDO NA VARANDA ATÉ ALTAS HORAS DA NOITE , 
ELA , MEU IRMÃO E EU ... 
LEMBREI DESTE EPISÓDIO QUE AINDA MARTELAVA NA MINHA CABEÇA , 
ACHANDO MUITO ESQUISITO TAL REAÇÃO !!!
MEU IRMÃO COMEÇOU A CONTAR OUTROS CASOS ...


" ELES QUANDO USAM CRACK , ALGUNS DEPOIS FICAM " CATANDO ",
NÃO SEI EXATAMENTE O QUE ???
O MEU IRMÃO ESTAVA COM UMA TURMA FUMANDO CRACK , NUM 
DETERMINADO MOMENTO ELE SENTIU FALTA DE UM DOS DELES , QUE É 
MAGRINHO .... 
O MAGRINHO ESTAVA EMBAIXO DA CAMA " CATANDO " , E FALAVA QUE 
ESTAVA ENCONTRANDO ... 
DETALHE : 
COM OS OLHOS TOTALMENTE ESBUGALHADOS !!! "

MINHA IRMÃ E EU FICAMOS IMAGINANDO A CENA : 
SEI QUE É DE DAR PENA MAS , RIMOS TANTO DA FORMA COMO 
MEU IRMÃO CONTAVA .




" MEU IRMÃO MORAVA COM UNS AMIGOS , NUMA CERTA NOITE COMO 
ESTAVA COM SONO RESOLVEU IR PARA CAMA MAIS CEDO .... 
OS OUTROS FICARAM CONVERSANDO E SE DROGANDO , 
NUM DETERMINADO MOMENTO UM AMIGO O ACORDOU 
ASSUSTADO ...
ELE LEVANTOU PARA VER O QUE ESTAVA ACONTECENDO , 
O AMIGO FALOU : 
- EU VOU POR AQUI E VOCÊ TENTA PEGAR PELO OUTRO 
LADO , TÁ !!! 
E SAIU CORRENDO ... 
MEU IRMÃO FICOU SEM ENTENDER NADA NA HORA , POIS 
NÃO HAVIA NINGUÉM QUERENDO PEGAR O AMIGO ... 
DEPOIS QUE FOI ENTENDER QUE ERA ALUCINAÇÃO 
DA DROGA !!!








DEPOIS DE MUITO RIR DAS HISTÓRIAS DO MEU IRMÃO , 
FALAMOS SÉRIO COM ELE :  
 ISSO NÃO É VIDA , VIVER COMO ZUMBI ... 
A DROGA ... 
O NOME JÁ DIZ TUDO : TUDO QUE VEM DELA É UMA DROGA .


MEU IRMÃO ARISTEU ESTAVA NO FUNDO DO POÇO , COMO JÁ 
ESCREVI AQUI NESTE BLOG UM PEDIDO DE SOCORRO : 

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

DROGAS ... FUGA INFELIZ DA REALIDADE !!!

NÃO FAÇA DA SUA VIDA UMA DROGA !!!

ALGUNS MESES ATRÁS ELE CHEGOU LÁ EM CASA , ABOBALHADO E 
SEM RUMO ... 
CUIDEI , COMPREI REMÉDIO E VI QUE SOZINHA NÃO DAVA , TINHA 
QUE PEDIR AJUDA ...
LIGUEI PARA MINHAS IRMÃS , ELAS FORAM LA PARA CONVERSAR 
COM ELE ... 
COM O TEMPO ARISTEU DEU UMA MELHORADA , ENGORDOU E 
TEM PROCURADO ALGUMAS IGREJAS ... 
ELE SABE A QUEM REALMENTE TEM QUE PEDIR AJUDA : 
A DEUS !!! 
ESTÁ AINDA ESTÁ FICANDO NA CASA DA MINHA MÃE , POIS 
ACREDITO QUE AINDA NÃO É A HORA DELE TRILHAR 
SOZINHO ... 
PORÉM TENHO FÉ EM DEUS QUE ESTE DIA VAI CHEGAR !!!


GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

" SEMPRE AO SEU LADO "







UMA ADAPTAÇÃO DE UM FAMOSO CONTO JAPONÊS SOBRE UM 
CÃO DA RAÇA AKITA CHAMADO HACHIKO, QUE TORNOU-SE 
SIMBOLO DA FIDELIDADE PARA O POVO JAPONÊS.


                                                           HACHIKO

Conheça a comovente história de Hachiko, um cão da raça Akita, cuja lealdade para com seu dono ficou famosa não somente no Japão, mas em todo o mundo. Hachiko nascera em novembro de 1923 na cidade de Odate. Aos dois meses foi mandado ao professor universitário Hidesamurô Ueno, que morava próximo da estação de Shibuya, em Tokyo. Assim sendo, Hachiko acompanhava todos os dias o seu dono no percurso de casa à estação de trem e lá aguardava o seu regresso no final do dia. No dia 21 de maio de 1925, Hachiko estava no mesmo local de costume, a esperar por seu dono. Porém, naquele dia o professor não apareceu. Hidesamurô Ueno havia sofrido um derrame fatal na Universidade.


Seus ossos foram enterrados ao lado da sepultura do professor e sua pele foi preservada. Uma figura foi empalhada de Hachiko, sendo vista no Museu Nacional de Ciências do Japão.

Após a morte do professor, parentes e amigos passaram a cuidar de Hachiko, mas o cãozinho continuamente se dirigia à estação de Shibuya todos os dias, no mesmo horário, aguardando ansiosamente Ueno voltar do trabalho. Sua vigília durou mais de nove anos. Hachiko que já tinha artrite, dentre outros problemas de saúde, veio a falecer em 8 de Março de 1935, aos 11 anos, por dirofilariose (um verme que ataca o coração). Foi achado no mesmo local onde esperou seu dono por anos.

Hidesamurô Ueno


Uma estátua de bronze foi esculpida em homenagem a Hachiko, erguida em frente ao portão de bilheteria da estação de Shibuya. Sua fama se popularizou pelo mundo, assim como a raça Akita. Todavia, posteriormente a estátua viria a ser derretida para armamentos, na Segunda Guerra Mundial. Em 1948 uma réplica foi feita e colocada no mesmo local da anterior, agora conservada até os dias atuais.

A lealdade de Hachiko virou um exemplo nacional. Rendeu dois filmes: o primeiro em 1987, chamado “Hachikô monogatari” (japonês); o segundo foi uma versão americana feita em 2009 com Richard Gere, intitulada de “Hachiko: A Dog's Story” (Sempre ao seu lado, no Brasil). 



VALE A PENA CONFERIR ... 
UM FILME MUITO COMOVENTE !!! 

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER 

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

VOCÊ SABE O QUE É A QUARESMA ???

O que é celebrado durante este tempo?





O que é a Quaresma


A quaresma é o tempo litúrgico de conversão, que a Igreja marca para nos preparar para a grande festa da Páscoa. É tempo para nos arrepender dos nossos pecados e de mudar algo de nós para sermos melhores e poder viver mais próximos de Cristo.
A Quaresma dura 40 dias; começa na Quarta-feira de Cinzas e termina no Domingo de Ramos (este ano a Quaresma vai do dia 22/02 a 01/04).
Ao longo deste tempo, sobretudo na liturgia do domingo, fazemos um esforço para recuperar o ritmo e estilo de verdadeiros fiéis que devemos viver como filhos de Deus.
A cor litúrgica deste tempo é o roxo, que significa luto e penitência. É um tempo de reflexão, de penitência, de conversão espiritual; tempo e preparação para o mistério pascal.
Na Quaresma, Cristo nos convida a mudar de vida. A Igreja nos convida a viver a Quaresma como um caminho a Jesus Cristo, escutando a Palavra de Deus, orando, compartilhando com o próximo e praticando boas obras. Nos convida a viver uma série de atitudes cristãs que nos ajudam a parecer mais com Jesus Cristo, já que por ação do pecado, nos afastamos mais de Deus.
Por isso, a Quaresma é o tempo do perdão e da reconciliação fraterna. Cada dia, durante a vida, devemos retirar de nossos corações o ódio, o rancor, a inveja, os zelos que se opõem a nosso amor a Deus e aos irmãos. Na Quaresma, aprendemos a conhecer e apreciar a Cruz de Jesus. Com isto aprendemos também a tomar nossa cruz com alegria para alcançar a glória da ressurreição.

40 dias
A duração da Quaresma está baseada no símbolo do número quarenta na Bíblia. Nesta, é falada dos quarenta dias do dilúvio, dos quarenta anos de peregrinação do povo judeu pelo deserto, dos quarenta dias e Moisés e de Elias na montanha, dos quarenta dias que Jesus passou no deserto antes de começar sua vida pública, dos 400 anos que durou o exílio dos judeus no Egito.
Na Bíblia, o número quatro simboliza o universo material, seguido de zeros significa o tempo de nossa vida na terra, seguido de provações e dificuldades.
A prática da Quaresma data do século IV, quando se dá a tendência a constituí-la em tempo de penitência e de renovação para toda a Igreja, com a prática do jejum e da abstinência. Conservada com bastante vigor, ao menos em um princípio, nas Igrejas do oriente, a prática penitencial da Quaresma tem sido cada vez mais abrandada no ocidente, mas deve-se observar um espírito penitencial e de conversão.




Quarta-feira de Cinzas
Com a imposição das cinzas, inicia-se uma estação espiritual particularmente relevante para todo cristão que quer se preparar dignamente para viver o Mistério Pascal, quer dizer, a Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor Jesus.
Este tempo vigoroso do Ano litúrgico se caracteriza pela mensagem bíblica que pode ser resumida em uma palavra: “metanoeiete”, que quer dizer “Convertei-vos”. Este imperativo é proposto à mente dos fiéis mediante o austero rito da imposição das cinzas, o qual, com as palavras “Convertei-vos e crede no Evangelho” e com a expressão “Lembra-te de que és pó e para o pó voltarás”, convida a todos a refletir sobre o dever da conversão, recordando a inexorável caducidade e efêmera fragilidade da vida humana, sujeita à morte.
A sugestiva cerimônia das cinzas eleva nossas mentes à realidade eterna que não passa jamais, a Deus; princípio e fim, alfa e ômega de nossa existência. A conversão não é, com efeito, nada mais que um voltar a Deus, valorizando as realidades terrenas sob a luz indefectível de sua verdade. Uma valorização que implica uma consciência cada vez mais diáfana do fato de que estamos de passagem neste fadigoso itinerário sobre a terra, e que nos impulsiona e estimula a trabalhar até o final, a fim de que o Reino de Deus se instaure dentro de nós e triunfe em sua justiça.
Sinônimo de “conversão”, é também a palavra “penitência” …
Penitência como mudança de mentalidade. Penitência como expressão de livre positivo esforço no seguimento de Cristo.

Tradição
Na Igreja primitiva, variava a duração da Quaresma, mas eventualmente começava seis semanas (42 dias) antes da Páscoa.
Isto só dava por resultado 36 dias de jejum (já que se excluem os domingos). No século VII foram acrescentados quatro dias antes do primeiro domingo da Quaresma estabelecendo os quarenta dias de jejum, para imitar o jejum de Cristo no deserto.
Era prática comum em Roma que os penitentes começassem sua penitência pública no primeiro dia de Quaresma. Eles eram salpicados de cinzas, vestidos com saial e obrigados a manter-se longe até que se reoconciliassem com a Igreja na Quinta-feira Santa ou a Quinta-feira antes da Páscoa. Quando estas práticas caíram em desuso (do século VIII ao X) o início da temporada penitencial da Quaresma foi simbolizada colocando cinzas nas cabeças de toda a congregação.
Hoje em dia na Igreja, na Quarta-feira de Cinzas, o cristão recebe uma cruz na fronte com as cinzas obtidas da queima das palmas usadas no Domingo de Ramos do ano anterior. Esta tradição da Igreja ficou como um simples serviço em algumas Igrejas protestantes como a anglicana e a luterana. A Igreja Ortodoxa começa a quaresma a partir da segunda-feira anterior e não celebra a Quarta-feira de Cinzas.


Vivendo a Quaresma
Durante este tempo especial de purificação, contamos com uma série de meios concretos que a Igreja nos propõe e que nos ajudam a viver a dinâmica quaresmal.
Antes de tudo, a vida de oração, condição indispensável para o encontro com Deus. Na oração, se o cristão inicia um diálogo íntimo com o Senhor, deixa que a graça divina penetre em seu coração e, a semelhança de Santa Maria, se abra à ação do Espírito cooperando com ela com sua resposta livre e generosa (ver Lc. 1,38).
Como também devemos intensificar a escuta e a meditação atenta à Palavra de Deus, a assistência freqüente ao Sacramento da Reconciliação e a Eucaristia, e mesmo a prática do jejum, segundo as possibilidades de cada um.
A mortificação e a renúncia nas circunstâncias ordinárias de nossa vida também constituem um meio concreto para viver o espírito de Quaresma. Não se trata tanto de criar ocasiões extraordinárias, mas bem, de saber oferecer aquelas circunstâncias cotidianas que nos são incômodas, de aceitar com alegria os diferentes contratempos que nos apresenta o dia a dia. Da mesma maneira, o saber renunciar a certas coisas legítimas nos ajuda a viver o desapego e o desprendimento. Dentre as diversas práticas quaresmais que a Igreja nos propõe, a vivência da caridade ocupa um lugar especial. Assim nos recorda São Leão Magno: “estes dias de quaresma nos convidam de maneira apremiante ao exercício da caridade; se desejamos chegar à Pascoa santificados em nosso ser, devemos por um interesse especialíssimo na aquisição desta virtude, que contém em si as demais e cobre multidão de pecados”.
Esta vivência da caridade deve ser vivida de maneira especial com aqueles a quem temos mais próximos, no ambiente concreto em que nos movemos. Assim, vamos construindo no outro “o bem mais precioso e efetivo, que é o da coerência com a própria vocação cristã” (João Paulo II)
Como viver a Quaresma
1. Arrependendo-me de meus pecados e confessando-me.
Pensar em quê ofendi a Deus, Nosso Senhor, se me dói tê-lo ofendido, se estou realmente arrependido. Este é um bom momento do ano para realizar uma confissão preparada e de coração. Revise os mandamentos de Deus e da Igreja para poder fazer uma boa confissão. Sirva-se de um livro para estruturar sua confissão. Busque tempo para realizá-la.
2. Lutando para mudar:
Analise sua conduta para conhecer em quê esta falhando. Faça propósitos para cumprir dia a dia e revise à noite se os alcançou. Lembre-se de não colocar muitos propósitos porque será muito difícil cumpri-los todos . Deve-se subir as escadas de degrau em degrau, não se pode subir toda ela de uma só vez. Conheça qual é o seu defeito dominante e faça um plano para lutar contra ele. Teu plano deve ser realista, prático e concreto para poder cumpri-lo.
3. Fazendo sacrificios:
A palavra sacrifício vem do latim sacrum-facere, significa “fazer sagrado”. Então, fazer um sacrifício é fazer alguma coisa sagrada, quer dizer, oferecê-la por amor a Deus, porque o ama, coisas que dão trabalho. Por exemplo, ser amável com um vizinho com quem você não simpatiza ou ajudar alguém em seu trabalho. A cada um de nós há algo que nos custa fazer na vida de todos os dias. Se oferecemos isto a Deus por amor, estamo fazendo sacrifício.
4. Oração:
Aproveite estes dias para rezar, para conversar com Deus, para dizê-lo que o ama e que quer estar com Ele. Pode ser útil um bom livro de meditação para Quaresma. Você pode ler na Bíblia passagens relacionadas com a quaresma.

Imagem de Destaque

Quaresma, tempo de descobrir que o amor é possível.

O pecado é o maior obstáculo para o amor.
ACHEI INTERESSANTE COMPARTILHAR A RESPEITO DA QUARESMA , POIS 
MUITOS NÃO SABEM O QUE É, REFIRO-ME AOS PRÓPRIOS CATÓLICOS 
E AOS DE OUTRAS DENOMINAÇÕES.
SOU CATÓLICA, RESPEITO TODAS DENOMINAÇÕES E GOSTO DE SABER 
DE TODAS UM POUCO !!!


ABRAÇO CARINHOSO E FRATERNAL ... 


GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER



quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

QUANDO SURGIU O CARNAVAL ???

Um nascimento confuso

Estudiosos não concordam sobre a origem do Carnaval, que pode ter surgido em Roma.







Quando surgiu o Carnaval? Até agora, os estudiosos não conseguiram chegar a uma resposta precisa para essa questão. Uns dizem que a festa surgiu no antigo Egito, outros que foi na Europa medieval... Mas para a maioria dos pesquisadores, é provável que o Carnaval tenha se originado no Império Romano, ainda antes do nascimento de Cristo. Nessa época, celebravam-se as Saturnálias, festas em homenagem ao deus do tempo, Saturno. Elas aconteciam nos meses de novembro e dezembro, e todos os segmentos da sociedade participavam. Dos membros da nobreza aos escravos, todos se misturavam nas ruas para as comemorações, que incluíam muita comida, bebida, música e dança.

Essas festas eram protegidas por Baco, o deus do vinho. Nos dias de folia, tudo se invertia. Tanto que o rei da festa, o Rei Momo, era um escravo (da classe mais baixa de Roma) e podia ordenar o que quisesse durante as festividades. Ao participar dessa inversão, as pessoas representavam papéis, e fingiam ser o que não eram. Por isso, com o passar do tempo, veio o costume das máscaras, trazidas do teatro clássico grego. Elas representavam outros personagens, seres diferentes do normal, geralmente relacionados com o sobrenatural, monstros, morte, mistério...

Mais tarde, porém, essas festividades correram o risco de acabar. Quando tornou-se mais poderosa, a Igreja quis cancelar as Saturnálias. Os excessos das festas (muita comida, bebida e desordem) iam contra suas recomendações de um comportamento moderado. Mas era uma época em que a Igreja ainda precisava de fiéis, já que havia poucos, e o fim das festas afastaria muita gente. Afinal, ninguém iria querer participar de uma religião em que a diversão fosse proibida.

Então, encontraram uma maneira de agradar aos dois lados: no ano 325, foi decidido que os quarenta dias antes da Páscoa deveriam ser guardados apenas para orações e jejuns - intervalo de tempo que ficou conhecido como Quaresma. As festividades foram movidas para antes do início desse período - a mesma data atual - e ganharam o nome de Carnevale, que no idioma da época significava "adeus à carne". Ou seja, uma despedida dos chamados prazeres carnais, ou seja, dos tais excessos que caracterizavam as Saturnálias e eram, como ainda são, reprovados pela Igreja.  





O que é

O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval.


História do Carnaval

O entrudo chegou ao Brasil por volta do século XVII e foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália e França, o carnaval ocorria em formas de desfiles urbanos, onde os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens como a colombina, o pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem européia. 





No Brasil, no final do século XIX, começam a aparecer os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corsos". Estes últimos, tornaram-se mais populares no começo dos séculos XX. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está ai a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais.

No século XX, o carnaval foi crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse crescimento ocorreu com a ajuda das marchinhas carnavalescas. As músicas deixavam o carnaval cada vez mais animado. 





A primeira escola de samba surgiu no Rio de Janeiro e chamava-se Deixa Falar. Foi criada pelo sambista carioca chamado Ismael Silva. Anos mais tarde a Deixa Falar transformou-se na escola de samba Estácio de Sá. A partir dai o carnaval de rua começa a ganhar um novo formato. Começam a surgir novas escolas de samba no Rio de Janeiro e em São Paulo. Organizadas em Ligas de Escolas de Samba, começam os primeiros campeonatos para verificar qual escola de samba era mais bonita e animada.















ANO PASSADO TIVE O PRIVILÉGIO DE CONHECER A MARQUÊS DE 
SAPUCAÍ , MESMO COM MUITA CHUVA FOI MUITO LEGAL ... 
ESTE ANO NÃO VAI DAR PARA IR MAS , QUANDO DER VOLTAREI.
SEMPRE GOSTEI DO CARNAVAL E , O MEU ANIVERSÁRIO ESTE ANO 
É NO CARNAVAL (21/02)-TERÇA-FEIRA.

ABRAÇO CARINHOSO E FRATERNAL , ATÉ DEPOIS DO CARNAVAL ... 
AH, SE BEBER NÃO DIRIJA E NÃO PEQUE CARONA COM QUEM JÁ 
BEBEU. E VIVA A VIDA !!!




                                   GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER



segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

PROJETO DO LIVRO DE MARECHAL FLORIANO/ES.

ESTOU PESQUISANDO PARA QUE ESTE PROJETO SE TORNE 
REALIDADE !!!


O NOME DO LIVRO :


" MARECHAL TEM HISTÓRIA " 


ALGUMAS COISAS JÁ TENHO , PORÉM ESTÁ DIFÍCIL FOTOS 
DA ÉPOCA EM QUE MARCARAM A HISTÓRIA DE MARECHAL 
FLORIANO/ES. MAS , ESTOU TENTANDO E PESQUISANDO E 
PEÇO A DEUS QUE ME ABENÇOE NESTE PROJETO !!! 






1º CARRO QUE ENTROU EM MARECHAL FLORIANO COMPRADO
PELO SR. EMÍLIO ENTRINGER , FOI TRAZIDO POR CIMA DA 
LINHA FÉRREA EM CIMA DE UM TROLE DE VITÓRIA/ES.
ATÉ NA ESTAÇÃO DE MARECHAL FLORIANO/ES.
EM 1928.



1º PROFESSOR DE MARECHAL FLORIANO/ES. QUE DAVA 
AULA ENSINANDO A TRADUÇÃO DO ALEMÃO / PORTUGUÊS , 
ERA + OU - NO ANO DE 1915 E O COLÉGIO FICAVA PERTO DA VENDA 
DO SR. AUTEVI WASSEM ( RUA DE BATATAL ), ESSES ERAM OS ALUNOS 
DAQUELA ÉPOCA . ESTE PROFESSOR ERA O SR. ARNALDO KUSTER ,PAI DA 
DONA NADIR KUSTER .





SAUDOSA IGREJA CATÓLICA DE MARECHAL FLORIANO/ES.


DESFILE CÍVICO DE MARECHAL FLORIANO/ES.



O 1º TÁXI DE MARECHAL FLORIANO E SAMIRO PAGUNG O 
1º TAXISTA DE 1959 A 1965.
SAMIRO PAGUNG AINDA VIVE EM MARECHAL.


MAIOR ENCHENTE DE MARECHAL FLORIANO/ES. EM 1960,
DESDE ENTÃO SEMPRE TEMOS ENCHENTES COMO JÁ 
POSTEI NESTE BLOG.





PASSEATA PEDINDO PAZ NA BR.262 EM 2004.





VENDA DESDE DE 1956 QUE PERTENCIA AO  SR. JOSÉ  HENRIQUE PEREIRA 
E QUE ANOS DEPOIS PASSARIA A SER O ATUAL BAR AMÉRICA , 
FOI ARRENDADO E CONTINUA PERTENCENDO A FAMÍLIA.



FARMÁCIA " SÃO JORGE " , FUNDADA EM  1958 PELO SR. ANTENOR 
DOS SANTOS BRAGA.





A FARMÁCIA FOI ADQUIRIDA PELO SR. ARY RIBEIRO DA SILVA 
( IN MEMORIAM ).
E EM 1966 PASSOU A SE CHAMAR FARMÁCIA REGINA , 
ATUALMENTE O DONO É O SR. SEBASTIÃO J. ASSIS.





BANDA " THE FOXES " 
FORMADA POR JOVENS DE MARECHAL FLORIANO/ES. 
NOS ANOS 70 , JOVENS HOJE CINQUENTÕES QUE DEIXARAM 
SUAS MARCAS NA HISTÓRIA DE MARECHAL.




ESTE CASARÃO TEM HISTÓRIA , SEMPRE TIVE UM CERTO 
FASCÍNIO POR ELE !!! 


POSTEI UM RESUMO DO MEU PROJETO E  TENHO MUITO AINDA 
PARA PESQUISAR  !!!



GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER 






sábado, 11 de fevereiro de 2012

UM ACASO ANIMAL ...







DE UM GATINHO MALANDRO E UM CACHORRINHO CIUMENTO !!!






ESTE BICHANO CHEGOU DE MANSINHO , SÓ FALTOU 
FAZER BEICINHO ... 
CARISMÁTICO E SIMPÁTICO !!!







MAMÃE SEMPRE GOSTOU DE GATOS ... 
E PELO MALANDRO LOGO SE AFEIÇOOU ...
UMA PÉROLA SOLTOU : 
- QUE BOM , ELE VAI ACABAR COM OS RATOS !!!
RESPONDI ENTRE DENTES ... 
- MÃE, AQUI EM CASA NÃO TEM RATO !!!
ELA ENTÃO FINALIZOU ... 
- BOM , MESMO ASSIM ELE PODE ESPANTAR SE APARECER ALGUM !!!






ESTE É O BRAD , MORADOR DA CASA HÁ SEIS 
ANOS QUE NÃO GOSTOU NADA DA IDEIA !!!








MINHA SOBRINHA TAMBÉM SOLTOU UMA PÉROLA : 
- ACHO QUE O GATO DEVE ESTAR PENSANDO QUE O 
BRAD É UM RATO !!! 
NÃO GOSTEI ... 
EU ACHO O BRAD LINDO , ELE É O MEU LINDINHO !!!




DEVO CONFESSAR QUE EU TAMBÉM ESTAVA ME AFEIÇOANDO AO BICHANO ...
COLOQUEI ÁGUA , COMPREI RAÇÃO E ATÉ PENSEI EM COMPRAR UM POTINHO 
( ACHEI QUE MELHOR DEIXAR PARA DEPOIS ) , O BRAD ANDAVA CISMADO E 
DESCONFIADO ... 
O BICHANO NEM DAVA BOLA , JÁ SE CONSIDERAVA DA CASA !!! 
MAS , ACHO QUE O BICHANO SÓ ESTAVA PASSANDO UNS DIAS POR AQUI E
DESDE ONTEM NÃO APARECEU MAIS ... 
SENTI FALTA DELE E A MAMÃE ENTÃO , NEM SE FALA !!! 
HOJE COLOQUEI UM POUCO DE RAÇÃO NO POTINHO DELE E O BICHANO 
NÃO APARECEU ... 
O BRAD FOI NA ÁREA , CHEIROU O POTINHO  LEVANTOU A PERNINHA ... 
E FEZ XIXI DENTRO DO POTINHO , DEU PARA SENTIR QUE FOI O ÚNICO 
QUE FICOU FELIZ !!!



                                                    O BICHANO GATO MALANDRO 
                                          DO MESMO JEITO QUE APARECEU SE FOI ...
                                        EU JÁ ESTAVA GOSTANDO DA IDEIA DE TER UM
                                  GATINHO E UM CACHORRINHO QUE QUEM SABE UM DIA 
                                                  PODERIAM SER AMIGUINHOS !!!


                                                        
                                                GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

UMA FÁBULA PARA UMA BOA REFLEXÃO ...

               A Fábula do Rei e Suas Quatro Esposas



Era uma vez… um rei que tinha 4 esposas.
Ele amava a 4ª esposa demais, e vivia dando-lhe lindos presentes, jóias e roupas caras. Ele dava-lhe de tudo e sempre do melhor.
Ele também amava muito sua 3ª esposa e gostava de exibi-la aos reinados vizinhos.
Contudo, ele tinha medo que um dia, ela o deixasse por outro rei.
Ele também amava sua 2ª esposa.
Ela era sua confidente e estava sempre pronta para ele, com amabilidade e paciência. Sempre que o rei tinha que enfrentar um problema, ele confiava nela para atravessar esses tempos de dificuldade.
A 1ª esposa era uma parceira muito leal e fazia tudo que estava ao seu alcance para manter o rei muito rico e poderoso, ele e o reino.
Mas, ele não amava a 1ª esposa, e apesar dela o amar profundamente, ele mal tomava conhecimento dela.
Um dia, o rei caiu doente e percebeu que seu fim estava próximo.
Ele pensou em toda a luxúria da sua vida e ponderou:

É, agora eu tenho 4 esposas comigo, mas quando eu morrer, com quantas poderei contar?
Então, ele perguntou à 4ª esposa:

Eu te amei tanto, querida, te cobri das mais finas roupas e jóias. Mostrei o quanto eu te amava cuidando bem de você. Agora que eu estou morrendo, você é capaz de morrer comigo, para não me deixar sozinho?
De jeito nenhum! respondeu a 4ª esposa, e saiu do quarto sem sequer olhar para trás.
A resposta que ela deu cortou o coração do rei como se fosse uma faca afiada.
Tristemente, o rei então perguntou para a 3ª esposa:

Eu também te amei tanto a vida inteira. Agora que eu estou morrendo, você é capaz de morrer comigo, para não me deixar sozinho?
Não!!!, respondeu a 3ª esposa.
A vida é boa demais!!! Quando você morrer, eu vou é casar de novo.
O coração do rei sangrou e gelou de tanta dor.
Ele perguntou então à 2ª esposa:

Eu sempre recorri a você quando precisei de ajuda, e você sempre esteve ao meu lado. Quando eu morrer, você será capaz de morrer comigo, para me fazer companhia?
Sinto muito, mas desta vez eu não posso fazer o que você me pede! respondeu a 2ª esposa.
O máximo que eu posso fazer é enterrar você!
Essa resposta veio como um trovão na cabeça do rei, e mais uma vez ele ficou arrasado.
Daí, então, uma voz se fez ouvir:

Eu partirei com você e o seguirei por onde você for… O rei levantou os olhos e lá estava a sua 1ª esposa, tão magrinha, tão mal nutrida, tão sofrida…
Com o coração partido, o rei falou:

Eu deveria ter cuidado muito melhor de você enquanto eu ainda podia…
Na verdade, nós todos temos 4 esposas nas nossas vidas…
Nossa 4ª esposa é o nosso corpo.
Apesar de todos os esforços que fazemos para mantê-lo saudável e bonito, ele nos deixará quando morrermos…
Nossa 3ª esposa são as nossas posses, as nossas propriedades, as nossas riquezas. Quando morremos, tudo isso vai para os outros.
Nossa 2ª esposa são nossa família e nossos amigos. Apesar de nos amarem muito e estarem sempre nos apoiando, o máximo que eles podem fazer é nos enterrar…
E nossa 1ª esposa é a nossa ALMA, muitas vezes deixada de lado por perseguirmos, durante a vida toda, a Riqueza, o Poder e os Prazeres do nosso Ego…
Apesar de tudo, nossa Alma é a única coisa que sempre irá conosco, não importa aonde formos…Então, cuide bem da sua vida espiritual.



( DESCONHEÇO A AUTORIA )



GOSTEI DA FÁBULA ...
ENCONTREI E NÃO PODERIA DEIXAR DE COMPARTILHAR 
COM VCS MEUS QUERIDOS , ESPERO QUE TAMBÉM GOSTEM !!!
  
ABRAÇO CARINHOSO E FRATERNAL ... 

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER 

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

AMOR EM FAMÍLIA ...

               Você diz eu Te Amo???





Dois irmãozinhos brincavam em frente de casa, jogavam bolinhas de gude.
Quando Júlio o menino mais novo disse ao irmão Ricardo:
Meu querido irmão, eu te Amo muito e nunca quero me separar de você!
Ricardo sem dar muita importância ao que Júlio disse, pergunta:
- O que deu em você moleque?
Que conversa besta é essa de amar?
Quer calar a boca e continuar jogando?
E os dois continuaram jogando a tarde inteira até anoitecer.


À noite o senhor Jacó, pai dos garotos chegou do trabalho,
estava exausto e muito mal humorado,
pois não havia conseguido fechar um negócio importante.
Ao entrar, Jacó olhou para Júlio que sorriu para o pai e disse:
- Olá á papai, eu te Amo muito e não quero nunca me separar do senhor!
Jacó no auge de seu mal humor e stress disse:
- Júlio, estou exausto e nervoso,
então por favor não me venha com besteiras!
Com as palavras ásperas do pai,
Júlio ficou magoado e foi chorar no cantinho do quarto.


Dona Joana, mãe dos garotos sentindo a falta do filho foi procurá-lo pela casa,
até que o encontrou no cantinho do quarto com os olhinhos cheios de lágrimas.
Dona Joana espantada começou a enxugar as lágrimas do filho e perguntou:
- O que foi Júlio, porque choras?
Júlio olhou para a mãe, com uma expressão triste e lhe disse:
-Mamãe, eu te Amo muito e não quero nunca me separar da senhora!
Dona Joana sorriu para o filho e lhe disse:
Meu amado filho, ficaremos sempre juntos!
Júlio sorriu, deu um beijo na mãe e foi se deitar.


No quarto do casal, ambos se preparando para se deitar,
Dona Joana pergunta para seu marido Jacó:
- Jacó, o Júlio está muito estranho hoje, não acha?
Jacó muito estressado com o trabalho disse a esposa:
- Esse moleque só está querendo chamar a atenção...
Deita e dorme mulher!
Então todos se recolheram e todos dormiam sossegados.
Às 2 horas da manhã, Júlio se levanta vai ao quarto de seu irmão
Ricardo e fica observando o irmão dormir...
Ricardo incomodado com a claridade acorda e grita com Júlio:
- Seu louco, apaga essa luz e me deixa dormir!
Júlio em silêncio obedeceu o irmão,
apagou a luz e se dirigiu ao quarto dos pais...
Chegando ao quarto de seus pais acendeu a luz e ficou
observando seu pai e sua mãe dormirem.
O senhor Jacó acordou e perguntou ao filho:
- O que aconteceu Júlio?
Júlio em silencio só balançou a cabeça em sinal negativo,
respondendo ao pai que nada havia ocorrido.
Daí o senhor Jacó irritado perguntou ao Júlio:
- Então o que foi moleque?
Júlio continuou em silêncio.
Jacó já muito irritado berrou com Júlio:
- Então vai dormir seu doente!
Júlio apagou a luz do quarto se dirigiu ao seu quarto e se deitou.


Na manhã seguinte todos se levantaram cedo,
o senhor Jacó iria trabalhar, a dona Joana levaria as crianças para
a escola e Ricardo e Júlio iriam à escola...
Mas Júlio não se levantou.
Então o senhor Jacó, que já estava muito irritado com Júlio,
entra bufando no quarto do garoto e grita:
- Levanta seu moleque vagabundo!
Júlio nem se mexeu.
Então Jacó avança sobre o garoto e puxa com força o cobertor
do menino com o braço direito levantado pronto para lhe dar
um tapa quando percebe que Júlio
estava com os olhos fechados e que estava pálido.
Jacó assustado colocou a mão sobre o rosto de Júlio
e pôde notar que seu filho estava gelado.
Desesperado Jacó gritou chamando a esposa e o filho Ricardo
para ver o que havia acontecido com Júlio...
Infelizmente o pior.
Júlio estava morto e sem qualquer motivo aparente.
Dona Joana desesperada abraçou o filho morto e não conseguia
nem respirar de tanto chorar.
Ricardo desconsolado segurou firme a mão do irmão
e só tinha forças para chorar também.
Jacó em desespero soluçando e com os olhos cheios de lágrimas,
percebeu que havia um papelzinho dobrado nas pequenas mãos de Júlio.
Jacó então pegou o pequeno pedaço de papel
e havia algo escrito com a letra de Júlio.


"Outra noite Deus veio falar comigo através de um sonho,
disse a mim que apesar de amar minha família e dela me amar,
teríamos que nos separar.
Eu não queria isso, mas Deus me explicou que seria necessário.
Não sei o que vai acontecer mas estou com muito medo.
Gostaria que ficasse claro apenas uma coisa:
"- Ricardo, não se envergonhe de Amar seu irmão.
- Mamãe, a senhora é a melhor mãe do mundo.
- Papai, o senhor de tanto trabalhar se esqueceu de viver.
- Eu Amo todos vocês!"

(*) Essa História é baseada em um Fato Verídico.

Desconheço a Autoria do Texto


Quantas vezes não temos tempo para amar,
e receber o amor que nos é ofertado!
Talvez quando acordamos pode ser tarde demais...
mas, ainda há tempo!





ESTE TEXTO ME FEZ REFLETIR ... 
MUITAS VEZES POR  ACHARMOS 
QUE SABEM QUE AMAMOS ...
NOS ESQUECEMOS DE DIZER ESTAS 
BELAS PALAVRAS : 
EU TE AMO !!! 


GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER 

ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO