Seguidores

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

PARA UMA BOA REFLEXÃO.


A ação mais importante ...


Um dia, um advogado famoso foi entrevistado. Entre tantas questões, lhe perguntaram o quê de mais importante fizera em sua vida.
No momento, ele falou a respeito do seu trabalho com celebridades.
Mais tarde, penetrando as profundezas de suas recordações, relatou: O mais importante que já fiz em minha vida ocorreu no dia 8 de outubro de 1990.
Estava jogando golfe com um ex-colega e amigo que há muito não via. Conversávamos a respeito do que acontecia na vida de cada um. Ele contou-me que sua esposa acabara de ter um bebê.
Estávamos ainda jogando, quando o pai do meu amigo chegou e lhe disse que o bebê tivera um problema respiratório e fora levado às pressas ao hospital.
Apressado, largando tudo, meu amigo entrou no carro de seu pai e se foi. Fiquei ali, sem saber o que deveria fazer. Seguir meu amigo ao hospital? Mas eu não poderia auxiliar em nada a criança, que estaria muito bem cuidada por médicos e enfermeiras.
Nada havia que eu pudesse fazer para mudar a situação.
Ir até o hospital e oferecer meu apoio moral? Talvez. Contudo, tanto meu amigo como a sua esposa tinham famílias numerosas.
Sem dúvida, eles estariam rodeados de familiares e de muitos amigos a lhes oferecer apoio e conforto, acontecesse o que fosse.
A única coisa que eu iria fazer no hospital era atrapalhar. Decidi que iria para minha casa.
Quando dei a partida no carro, percebi que o meu amigo havia deixado o seu veículo aberto. E com as chaves na ignição, estacionado junto às quadras de tênis.
Decidi, então, fechar o seu carro e levar as chaves até o hospital.
Como imaginara, a sala de espera estava repleta de familiares. Entrei sem fazer ruído e fiquei parado à porta.
Não sabia se deveria entregar as chaves ou conversar com meu amigo.
Nisso, um médico chegou, se aproximou do casal e comunicou a morte do bebê. Eles se abraçaram, chorando.
O médico lhes perguntou se desejariam ficar alguns instantes com a criança.
Eles ficaram de pé e se encaminharam para a porta. Ao me ver, aquela mãe me abraçou e começou a chorar.
Meu amigo se refugiou em meus braços e me disse:” Muito obrigado por estar aqui!”
Durante o resto da manhã, fiquei sentado na sala de emergências do hospital, vendo meu amigo e sua esposa segurando seu bebê, e se despedindo dele.
Isso foi o mais importante que já fiz na minha vida!
*  *  *
A vida pode mudar em um instante.
Podemos fazer planos e imaginar nosso futuro. Mas, ao acordarmos pela manhã, esquecemos que esse futuro pode se alterar em um piscar de olhos.
Esquecemos que podemos perder o emprego, sofrer uma doença, cruzar com um motorista embriagado e outras mil coisas. Por isso, entre as tantas coisas que nos tomam as horas todos os dias, não esqueçamos de eleger um tempo para umas férias, passar um dia festivo com a família.
Uma hora para estar com as crianças, ler para elas, participar de uma festa na escola.
E, naturalmente, guardar um tempo para cultivar amizades.
FONTE :
Redação do Momento Espírita com base em
texto sem menção a autor, intitulado 
Lição de
vida.

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

PALAVRAS BENDITAS ...


Muitas vezes falamos sem pensar ...
O que depois, nos faz pensar.

É quando, a vida cobra as palavras benditas ...
O que foi falado sem pensar.
Mas, depois de ditas, não temos como voltar e apagar ...
E a vida pode levar, sem você poder se desculpar.
Palavras benditas e ditas ...
Então, vamos pensar antes de FALAR.
Palavras ... Palavras ...
BENDITAS.

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

O AMOR ... A VIDA.



O MELHOR DA VIDA ... É VIVER.
O AMOR É VIDA.


E no ESPETÁCULO desta VIDA ...
E assim vamos nesta vida.
Amando e vivendo e seguindo ...
VIDA e AMOR.
O brilho nos dado a cada dia ....
Da VIDA.
QUE MARAVILHA ESTAR VIVA.

Giovana Cristina Schneider

domingo, 26 de janeiro de 2014

UM ABENÇOADO ACONTECIMENTO ...


Conhecer na real ... Uma amiga virtual.
Mais legal ainda é conhecer, e ter uma sensação que já conhecia, como uma amiga de longas datas. Acredito que longas datas não é o mais importante e sim, o amor de uma amizade que nasceu virtualmente ... Amiga Mari Martins, amei muito ter a opotunidade de te conhecer pessoalmente 


Aos ANJOS que encontrei pelo caminho,
dei um nome bonito:AMIGOS ...
( G. Lacombe)

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~



AMIZADE ....


                   UM BEM PRECIOSO, QUE SE DEVE GUARDAR.



AMIZADE É UM SENTIMENTO NOBRE ...
FELIZ DE QUEM A TEM !!!
AMIZADE ...
DE TODOS OS DIAS ...
DOS FINAIS DE SEMANA ...
QUE MORA LONGE ...
E AS DE AGORA :
AS VIRTUAIS ...
É UM SENTIMENTO QUE CABE EM TODO LUGAR ...
BASTA LHE DAR ESPAÇO !!!
AMIZADE SINCERA É UM TESOURO VALIOSO
QUE NÃO TEM PREÇO ...
VOCÊ PODE FICAR ANOS LONGE ...
A DISTÂNCIA NÃO AFETA UMA VERDADEIRA
AMIZADE ...
CULTIVE ESTE PRECIOSO SENTIMENTO ...
QUE COM CERTEZA SÓ LHE TRARÁ BONS FRUTOS ...
A FELICIDADE !!!


( GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER )


terça-feira, 21 de janeiro de 2014

PASSANDO NESTA VIDA ...


Até quando ?/
Não sabemos ...

E vamos vivendo, esta oportunidade concedida.


Nesta vida, tudo que nos é concedido é uma benção.
Muitas vezes erramos, não nos damos conta que estar 
aqui é um milagre ...
Muitas vezes erramos, sim.
Falamos o que não devia ...
Mas, estamos aqui para aprender e errar faz parte 
do aprendizado.
E nesta vida vamos passando ...
Observando e admirando, o que nos dado a cada dia ...
Agradecendo e também acertando.



E que a cada momento vivenciado ...
Possamos discernir o presente nos dado.
E que assim seja ...

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

NATUREZA ...


O SEU SILÊNCIO FALA.


O nascer de um dia maravilhoso ...


E a sua despedida ...


A emoção de vivenciar os momentos ...




A paz reina ...
E nós temos o privilégio de observar.

A MARAVILHA QUE É A NATUREZA.
O ar ...
O mar ...
É AMAR.

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

sábado, 11 de janeiro de 2014

UM BELO TEXTO ...



LÂNQUIDA






Na verdade eu queria ser um encantador de estrelas. Mas há muito não consigo olhar o céu. E não faço nem idéia do que seja encantar estrelas. Eu queria mesmo era beber poesia e destilar palavras amenas. Mas minhas fontes rotas não permitem; secaram-se há muito! 

Sinto as mãos trôpegas insistirem em acenos para algum lugar despedindo-se de alguém que desconheço. 
Queria fazer mil coisas, não me movo um centímetro. Queria as ondas me beijando as pernas, queria sentir o vento salgado da praia lamber meus cabelos e meu rosto. Todavia, não me aventuro ao mar, não me arrisco num passeio matinal nem vespertino. 
Vivo, sinto-me como morto; uma morte fria e sombria que acontece todos os dias às 7h da manhã. 
Desejo tudo, mas meu tempo não dá para nada. Meus dias são cheios de um vazio tão intenso que me cansa. 
Sinto sono, mas não consigo dormir, sinto uma sede que água não satisfaz! 
Não mais percebo a sublime cadência dos versos quando pela manhã cantam os pássaros na minha janela! O que me deixa em paz é o negro silêncio das horas calmas em completa solidão. 
Meus sentidos vivem uma dissonante relação de introspecção com o restante do meu ser. 
Queria crer, falta-me fé! 
Queria morrer, falta-me coragem; é preciso ter coragem para morre!
"? Não! Resista! Viva!!!" prorrompe do meu interior aquela lânguida voz, agarrando-se àquele último fiozinho de esperança que lhe restava. Ela me contagia.
Quero viver, decido viver!!! 
Quero sair; decido sair! Enquanto me preparo naquele ritual há muito esquecido: Banho, escovação dos dentes, pentear cabelos, guarda-roupas, sapateiras, perfume, espelho...
Ouço uma outra voz sussurrar-me: lá está tudo tão confuso, tudo tão frio; o egoísmo é um furioso Leão faminto! A ausência de paz um assassino insano e cruel; lá fora é tão escuro e aqui está tão quente... 
E por um instante eterno decido arrancar as roupas, bagunçar os cabelos, vestir meu costumeiro roupão, calçar meus chinelos, lançar-me na poltrona e esquecer-me do mundo vendo a vida passar na tela da TV, quem sabe correr como louca, desvairada, puxar os cabelos até arrancá-los... No entanto resisto à voz e à tentação, corro em direção à porta me lanço no vácuo e me aventuro numa audaciosa caminhada pela calçada... De repente, a fina chuva desceu das nuvens cantando meu nome e não mais sentir meus pés, me perdi nos olhos e olhares dos transeuntes, me vi nas flores cantantes, no silêncio de um cão dormindo na escada.
Foi assim que reaprendi a viver... 

FONTE:

Leia mais em: http://www.webartigos.com/artigos/languida/50699/#ixzz2q7XDmnTa

Tive que compartilhar ... 

Giovana Cristina Schneider

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

POR QUE AS PESSOAS SOFREM ?


UMA SÁBIA COLOCAÇÃO.



     — Vó, por que as pessoas sofrem?
     — Como é, minha neta?
     — Por que as pessoas grandes vivem bravas, irritadas, sempre preocupadas com alguma coisa?
     — Bem, minha filha, muitas vezes porque elas foram ensinadas a viver assim.
     —Vó...
     —Oi...
     — Como é que as pessoas podem ser ensinadas a viver mal? Não consigo entender. Na minha escola a professora só me ensina coisas boas.
     — É que elas não percebem que foram convencidas a ser infelizes, e não conseguem mudar o que as torna assim. Você não está entendendo, não é, meu amor?
     —Não, Vovó.
     — Você lembra da estorinha do Patinho Feio?
     — Lembro.
     — Então... o Patinho se considerava feio porque era diferente. Isso o deixava muito infeliz e perturbado. Tão infeliz, que um dia resolveu ir embora e viver sozinho. Só que o lago que ele procurou para nadar havia congelado e estava muito frio. Quando ele olhou para o seu reflexo no lago, percebeu que ele era, na verdade, um maravilhoso cisne. E, assim, se juntou aos seus iguais e viveu feliz para sempre.
     — O que isso tem a ver com a tristeza das pessoas?
     — Bem, quando nascemos, somos separados de nossa Natureza-cisne. Ficamos, como patinhos, tentando aceitar o que os outros dizem que está certo. Então, passamos muito tempo tentando virar patos.
     — É por isso que as pessoas grandes estão sempre irritadas?
     — É por isso! Viu como você é esperta?
     — Então, é só a gente perceber que é cisne que tudo dará certo?
     — Na verdade, minha filha, encontrar o nosso verdadeiro espelho não é tão fácil assim. Você lembra o que o cisnezinho precisava fazer para poder se enxergar?
     —O que?
     — Ele primeiro precisou parar de tentar ser um pato. Isso significa parar de tentar ser quem a gente não é. Depois, ele aceitou ficar um tempo sozinho para se encontrar.
     — Por isso ele passou muito frio, não é, vovó?
     — Passou frio, fome e ficou sozinho no inverno.
     — É por isso que o papai anda tão sozinho e bravo?
     — Não entendi, minha filha?
     — Meu pai está sempre bravo, sempre quieto com a música e a televisão dele. Outro dia ele estava chorando no banheiro...
     — Vó, o papai é um cisne que pensa que é um pato?
     — Todos nós somos, querida. Em parte.
     — Ele vai descobrir quem ele é de verdade?
     — Vai, minha filha, vai. Mas, quando estamos no inverno, não podemos desistir, nem esperar que o espelho venha até nós. Temos que exercer a humildade e procurar ajuda até encontrarmos.
     — E aí viramos cisnes?
     — Nós já somos cisnes. Apenas temos que deixar que o cisne venha para fora e tenha espaço para viver e para se manifestar.
     — Aonde você vai?
     — Vou contar para o papai o cisne bonito que ele é!
     A boa vovó apenas sorriu!
Fonte:  http://paxprofundis.org/livros/parabolas/parabolas.html

Para uma ótima reflexão ...

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER 


terça-feira, 7 de janeiro de 2014

PARA UMA REFLEXÃO.


A AÇÃO DA AMIZADE ...


Vez que outra, é bom nos determos, por alguns minutos, para refletir um pouco sobre a ação da amizade em nossas vidas.
A amizade é o sentimento que une as almas umas às outras, gerando alegria e bem-estar.
A amizade é suave expressão do ser humano que necessita intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal.
Inspiradora de coragem e de abnegação, a amizade enfloresce as almas, abençoando-as com resistências para as lutas.
Há, no mundo moderno, muita falta de amizade!
O egoísmo afasta as pessoas e as isola.
A amizade as aproxima e irmana.
O medo agride as almas e as infelicita.
A amizade apazigua e alegra os indivíduos.
A desconfiança desarmoniza as vidas e a amizade equilibra as mentes, dulcificando os corações.
Na área dos amores de profundidade a presença da amizade é fundamental.
Ela nasce de uma expressão de simpatia e firma-se com as raízes do afeto seguro, fincadas nas terras da alma.
Quando outras emoções se enfraquecem no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada das pessoas que se estimam.
Se a amizade fugisse da Terra, a vida espiritual dos seres se esfacelaria.
Ela é meiga e paciente, vigilante e ativa.
Discreta, se apaga, para que brilhe aquele a quem se afeiçoa.
Sustenta na fraqueza e liberta nos momentos de dor.
A amizade é fácil de ser vitalizada.
Cultivá-la, constitui dever de todo aquele que pensa e aspira, porquanto, ninguém logra o êxito, se avança com aridez na alma ou indiferente ao enlevo da sua fluidez.
Quando passam os impulsos sexuais do amor nos cônjuges, a amizade fica.
Quando a desilusão apaga o fogo dos desejos nos grandes romances, se existe amizade, não se rompem os liames da união.
A amizade de Jesus pelos discípulos e pelas multidões, dá-nos até hoje, a dimensão do que é o amor na sua essência mais pura, demonstrando que ela é o passo inicial para essa conquista superior que é a meta de todas as vidas e mandamento maior da Lei Divina.
* * *
Existe uma ciência de cultivar a amizade e construir o entendimento. Como acontece ao trigo, no campo espiritual do amor, não será possível colher sem semear.
Examine, pois, diariamente, a sua lavoura afetiva.
Irrigue-a com a água pura da sinceridade, do perdão, da atenção.
Sem esquecer jamais do adubo do amor, do carinho e do afeto.
Imite o lavrador prudente e devotado, e colherá grandes e precisos resultados.
FONTE: PORTAL ANGELS
GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

NOITE ...


Que guarda segredos.


Gosto da noite ...
Do silêncio, que diz tudo.
Quando tem lua, não tem como se sentir só ...
Ela fica lá, tão longe e tão perto do nosso olhar ...
Sempre maravilhosa.
Noite, o seu mistério encanta ...
"... Numa época da minha vida, como moro em uma 
cidade pequena, gostava de sair a noite para dar 
umas voltas na rua, a noite sempre me seduziu ..."

NOITE 
Com seu silêncio ...
Com seu mistério ...
Com seu encanto ...
Guarda o segredo de seus amantes.

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

domingo, 5 de janeiro de 2014

O QUE PARECE SER ... TALVEZ, PODE NÃO SER.



Assim é o JULGAMENTO.






Esta imagem é de um sapo ??
Ou será um cavalo ?? 

Depende da posição que ficar ...
Ai está a resposta de muitos julgamentos que fazemos, sem
querer saber a real posição dos FATOS.

Então ...
Não acredite em tudo o que ouve, porque quem acredita em tudo o que ouve, muitas vezes julga o que não vê;
Mas, infelizmente muitas pessoas tomam por verdade aquilo
que lhes convém, infelizmente isso acontece.

Vamos julgar menos e entender mais ...
A viagem nesta vida, vai ficar mais leve, e com certeza mais 
prazerosa de se viver ...
O que parece ser ... Talvez, pode não ser.


PENSE NISSO ...

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

VALORES, CADÊ ???


Estão se perdendo, infelizmente !!!
Valores estes, que hoje se tornaram "caretas"


Hoje tudo se tornou um comércio ...
Dia das MÃES e dia dos PAIS, um PRESENTE paga a 
AUSÊNCIA ... 
 Dia das CRIANÇAS, as MÃES e os PAIS pagam 
com PRESENTES também a AUSÊNCIA ...
É um CICLO.
Temos também o dia do amigo, da amizade, do idoso, dos 
namorados, da sindrome de down, do autista, da consciência
negra, da libertação dos negros ... 
Enfim, todos tem o seu dia (teve muitos não citados), acredito
que é para lembrar que o dia é só uma dica, pois todos os dias 
são para serem lembrados ...
Mas, cadê os valores ??
O NATAL ... Ah o NATAL, que fecharia tudo, a família 
reunida de uma união que simboliza o AMOR ...
Agora o que para muitos simboliza a FALSIDADE.
O CICLO continua.
Se assim pensam, os seus também assim vão pensar,
infelizmente.
E os valores não mais vão existir ...
Vão sim, se esvair.
Se chama uma pessoa de Srº ou Srª pelo DR e uma 
pessoa IDOSA de você ...
Essa pessoa IDOSA que simboliza a VIDA.
E assim vai ...

VALORES ...
É, talvez ai está a  resposta ??

PENSE NISSO ...

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

HISTÓRIA DA COPA DO MUNDO.



história da Copa do Mundo de Futebol da FIFA se iniciou em 1928, durante um congresso da entidade, quando Jules Rimet conseguiu a aprovação para criar um torneio internacional. A primeira competição ocorreu em 1930, tendo a participação de 13 equipes convidadas. Com o crescimento da competição, hoje é necessário passar por uma etapa classificatória de dois anos de duração, que conta com a participação de aproximadamente duzentas seleções de países, para participar do campeonato. O lugar que foi realizado a primeira copa em 1930 foi no Uruguai e a seleção de casa ganhou!


História das Copas do Mundo
De quatro em quatro anos, seleções de futebol de diversos países do mundo se reúnem para disputar a Copa do Mundo de Futebol. 
A competição foi criada pelo francês Jules Rimet, em 1928, após ter assumido o comando da instituição mais importante do futebol mundial: a FIFA ( Federation International Football Association).
A primeira edição da Copa do Mundo foi realizada no Uruguai em 1930. Contou com a participação de apenas 13 seleções, que foram convidadas pela FIFA, sem disputa de eliminatórias, como acontece atualmente. A seleção uruguaia sagrou-se campeã e pôde ficar, por quatro anos, com a taça Jules Rimet.
Nas duas copas seguintes (1934 e 1938) a Itália ficou com o título. Porém, entre os anos de 1942 e 1946, a competição foi suspensa em função da eclosão da Segunda Guerra Mundial.
Em 1950, o Brasil foi escolhido para sediar a Copa do Mundo. Os brasileiros ficaram entusiasmados e confiantes no título. Com uma ótima equipe, o Brasil chegou à final contra o Uruguai. A final, realizada no recém construído Maracanã (Rio de Janeiro - RJ) teve a presença de aproximadamente 200 mil espectadores. Um simples empate daria o título ao Brasil, porém a celeste olímpica uruguaia conseguiu o que parecia impossível: venceu o Brasil por 2 a 1 e tornou-se campeã. O Maracanã se calou e o choro tomou conta do país do futebol.
O Brasil sentiria o gosto de erguer a taça pela primeira vez em 1958, na copa disputada na Suécia. Neste ano, apareceu para o mundo, jogando pela seleção brasileira, aquele que seria considerado o melhor jogador de futebol de todos os tempos: Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.
Quatro anos após a conquista na Suécia, o Brasil voltou a provar o gostinho do título. Em 1962, no Chile, a seleção brasileira conquistou pela segunda vez a taça.
Em 1970, no México, com uma equipe formada por excelentes jogadores ( Pelé, Tostão, Rivelino, Carlos Alberto Torres entre outros), o Brasil tornou-se pela terceira vez campeão do mundo ao vencer a Itália por 4 a 1. Ao tornar-se tricampeão, o Brasil ganhou o direito de ficar em definitivo com a posse da taça Jules Rimet.
Após o título de 1970, o Brasil entrou num jejum de 24 anos sem título. A conquista voltou a ocorrer em 1994, na Copa do Mundo dos Estados Unidos. Liderada pelo artilheiro Romário, nossa seleção venceu a Itália numa emocionante disputa por pênaltis. Quatro anos depois, o Brasil chegaria novamente a final, porém perderia o título para o pais anfitrião: a França.
Em 2002, na Copa do Mundo do Japão / Coréia do Sul, liderada pelo goleador Ronaldo, o Brasil sagrou-se pentacampeão ao derrotar a seleção da Alemanha por 2 a 0.
Em 2006, foi realizada a Copa do Mundo da Alemanha. A competição retornou para os gramados da Europa. O evento foi muito disputado e repleto de emoções, como sempre foi. A Itália sagrou-se campeã ao derrotar, na final, a França pelo placar de 5 a 3 nos pênaltis. No tempo normal, o jogo terminou empatado em 1 a 1.
Em 2010, pela primeira vez na história, a Copa do Mundo foi realizada no continente africano. A África do Sul foi a sede do evento que ocorreu entre os dias 11 de junho e 11 de julho de 2010. A Espanha tornou-se, pela primeira vez na História, campeã mundial.
Em 2014, a Copa do Mundo será realizada no Brasil. O evento retornará ao território brasileiro após 64 anos, pois foi em 1950 que ocorreu a última copa no Brasil.
Curiosidades sobre a História da Copa do Mundo de Futebol 
- O recorde de gols numa mesma Copa é do francês Fontaine com 13 gols (marcados na Copa de 1958). Já o recorde geral da História de todas as Copas é do brasileiro Ronaldo com 15 gols.
- O Brasil é o único país que participou de todas as Copas do Mundo;
- O Brasil é o país com mais títulos conquistados: total de cinco;
- A Itália foi quatro vezes campeã mundial. A Alemanha foi três vezes, seguida das bi-campeãs Argentina e Uruguai. Inglaterra e França possuem apenas um título cada;
- A Copa do Mundo é o segundo maior evento esportivo do planeta;
- As Copas do Mundo da França (1998) e Japão / Coreia do Sul (2002) foram as únicas que tiveram a participação de 32 seleções. A Copa do Mundo da Alemanha 2006 teve o mesmo número de seleções participantes.
Os campeões de todos os tempos
Uruguai (1930) / Itália (1934) / Itália (1938) / Uruguai (1950) / Alemanha (1954) / Brasil (1958) / Brasil ( 1962) / Inglaterra ( 1966) / Brasil (1970) / Alemanha (1974) / Argentina (1978) / Itália (1982) / Argentina (1986) / Alemanha (1990) / Brasil (1994) / França (1998) / Brasil (2002), Itália (2006), Espanha (2010).
Fonte: Sua
          Pesquisa.com

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER