Seguidores

terça-feira, 18 de outubro de 2011

CRIANÇA TEM CADA UMA ...



IMAGINAÇÃO FÉRTIL É UMA DELAS ...




EU ESTAVA ESTUDANDO NO 3º ANO PRIMÁRIO ( COMO SE FALAVA NA ÉPOCA ),
ERA UMA CONSTRUÇÃO ANTIGA ( POR ISSO SE CHAMAVA GRUPO VELHO ) ,
OS BANHEIROS FICAVAM NOS FUNDOS E , PARA CHEGAR LÁ TINHA QUE PASSAR 
POR UM CORREDOR  QUE PARA UMA CRIANÇA ERA IMENSO ( QUANDO CRESCI 
VI QUE NÃO ERA TÃO GRANDE ASSIM ... rsrsrs ) , O LOCAL EM SI JÁ ERA UM 
POUCO ASSUSTADOR ... 
COM O TEMPO COMEÇOU A SURGIR UMA NOVIDADE ENTRE AS CRIANÇAS ...
UMA LENDA URBANA ...
TODAS FICARAM APREENSIVAS COM A NOVIDADE ... 
QUE ERA MAIS OU MENOS ASSIM : 
"... UMA PROFESSORA TINHA SIDO MORTA TODA RETALHADA POR UMA 
GILETE E PARA O SANGUE SER CONTIDO TINHAM COLOCADO ALGODÃO 
NOS FERIMENTOS , QUEM TINHA FEITO ISSO FOI UM ALUNO QUE NÃO 
GOSTAVA DELA ... 
AGORA A MULHER DE ALGODÃO FICAVA NOS BANHEIROS PARA ASSIM 
CONSEGUIR SE VINGAR DO ALUNO , ENTÃO RONDAVA POR TODOS OS 
BANHEIROS ESCOLARES ... "
UMA HISTÓRIA TÉTRICA PARA OS OUVIDOS DE UMA CRIANÇA DE 
IMAGINAÇÃO FÉRTIL ... 
E AI VEIO O MEDO !!! 
MEDO DE IR NO BANHEIRO E DÁ DE CARA COM A MULHER DE ALGODÃO ... 
UNS DIZIAM QUE JÁ TINHAM VISTO !!! 
FOI UMA ÉPOCA DIFÍCIL ... 
LEMBRO-ME QUE UMA VEZ FUI NO BANHEIRO E PASSAR PELO CORREDOR 
JÁ DAVA MEDO , QUANDO CHEGUEI NO BANHEIRO , FIQUEI UM BOM TEMPO 
PARA CERTIFICAR SE A MULHER DE ALGODÃO ESTAVA LÁ DENTRO OU NÃO ,
CONCLUSÃO : 
NÃO ENTREI , VOLTEI PARA A SALA DE AULA E DECIDI AGUENTAR ATÉ 
CHEGAR EM CASA ... 
HOJE RELEMBRADO DESSE EPISÓDIO COM UM AMIGO , RIMOS MUITO ...
COM CERTEZA TODOS TEMOS UMA HISTÓRIA PARA CONTAR !!!
QUANDO SOMOS CRIANÇA TUDO PARECE TER O DOBRO DO QUE 
REALMENTE TEM ... 
A IMAGINAÇÃO ENTÃO ???
É UMA GRANDE VIAGEM !!!






GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

4 comentários:

blog da Paraguassu disse...

Giovana querida,
Obrigada por prestigiar meu blog, comentando minha postagem.
Olhe, estas histórias infantis são coisas que aparecem não se sabe de onde. Eu lembro de muitas delas, quando ainda era estudante em início de carreira (veja só o pedantismo, hahahaha). Nós morríamos de medo por qualquer bobagem e se levava muito a sério tudo. Hoje, se contar algumas daquelas façanhas para os meus netos, eles nem vão acreditar que a vovó tinha medo disto ou daquilo. Eles vivem num outro mundo e quase já nascem sabendo as coisas.
Desejo uma linda semana para você, com muita paz e luz, amiga.
Beijos,
Maria Paraguassu.

NILZA disse...

Realmente são lembranças hilárias ...

Paty disse...

Olá Giovana,

Seja sempre bem vinda em meu blog , gosto de seus comentários.
Você é uma fofa!!! rsrsrsrs
Essas historias também são do meu tempo ... a Loira do banheiro era a sensação do colégio... rsrsrs

Bjs

Ótima Sexta....

Amandio disse...

A mulher do algodão, nossa quando pequeno morria de medo de entrar em um banheiro de escola.
Obrigado pelo comentário no meu blog,
Visita também o Clube dos Novos Autores lá tem sorteios de livros de autores fantásticos. Segue aqui o endereço http://clubnovosautores.blogspot.com/
Um abraço fraternal...