Seguidores

domingo, 20 de novembro de 2011

20 de Novembro." Dia da consciência Negra."

“A cor da pele não define nosso caráter, nossos atos é que são responsáveis pelo mesmo “




O BRASIL FOI O ÚLTIMO PAÍS ABOLIR A ESCRAVIDÃO, ENTRETANTO 
EM VÁRIOS MEIOS AINDA SE PERCEBEM MANIFESTAÇÕES QUE NÃO 
APONTAM PARA ESSA REALIDADE . 
A SEGREGAÇÃO RACIAL AINDA CAMPEIA EM MENTES VAGAS E ALIENADAS , 
QUE BUSCAM DE FORMA PRIMITIVA E GROTESCA COMO SE O ESPAÇO 
GEOGRÁFICO E O MERCADO DE TRABALHO TIVESSE DE SER DEFINIDO 
PELA COR DA PELE .





A MISTICA DE QUE NÃO EXISTE RACISMO NO PAÍS É TÃO DEMAGÓGICA ,
CÍNICA , DESUMANA E QUE CHEGA ÀS RAIAS DA INJUSTIÇA SOCIAL ...
MUITAS VEZES CAMUFLADAS , PORÉM , PERCEPTÍVEL A QUALQUER UM
DO POVO , QUE SOFRE NO SEU DIA-A-DIA , AS DESIGUALDADES SOCIAIS 
EM TODOS OS RAMOS DE ATIVIDADES . 

*AOS QUE AINDA EXERCITAM ESSA PRÁTICA , FICA AQUI MEU REPÚDIO . 

*AOS QUE AS COMBATEM , DEIXO UM FORTE ABRAÇO E UM AMIGÁVEL 
  APERTO DE MÃO .

ESPERO QUE UM DIA HAJA IGUALDADE ENTRE OS POVOS ...
INDEPENDENTEMENTE DE QUAISQUER QUE SEJA SUA COR DA PELE , 
CREDO , ETNIA , OPÇÃO SEXUAL , ETC ...




Zumbi dos Palmares

Zumbi dos Palmares é um conhecido líder quilombola. Sua história começa em 1655 com seu nascimento em Alagoas, em um dos mocambos de Palmares. O seu nome vem do quimbundo “nzumbi”, e quer dizer “duende” (no Brasil, a tradução também é interpretada como “fantasma”). Com apenas sete anos, em 1662, Zumbi é capturado por soldados e entregue a um padre (Pe. António Melo) que torna-se responsável por sua formação. Batizado na igreja Católica como Francisco, ele ajudava nas missas além de estudar Português e Latim. Aos quinze anos, em 1670, Zumbi foge para o Quilombo de Palmeres onde obtém reconhecimento pelas suas habilidades marciais. Com apenas vinte anos (1675) já é um respeitável estrategista militar e guerreiro, atuando na luta contra os soldados do Sargento-mor Manuel Lopes.
1673 é a data do primeiro registro histórico referente a Zumbi. Seu nome aparece em relatos portugueses sobre uma expedição que foi derrotada pelos quilombolas.
Em 1678 o líder de Palmares, Ganga-Zumba, é chamado a negociar com o governador da Capitania de Pernambuco (Pedro de Almeida). A proposta do governador consistia em dar liberdade para os negros do Quilombo de Palmares perante a submissão à Coroa Portuguesa. Ganga-Zumba aceita, mas Zumbi vai contra essa decisão alegando que não se podia dar a liberdade somente ao povo de Palmares havendo ainda milhares de outros negros sendo escravizados. Por este ato, Zumbi se torna o novo líder de Palmares.
Notando a dificuldade de derrotar o quilombo, contrata-se o bandeirante paulistano Domingos Jorge velho com o apoio do governo, Jorge Velho e seus homens rechaçam Palmares e ferem Zumbi, que consegue fugir. Um ano depois, ao dia 20 de novembro de 1965, Zumbi é delatado por um antigo companheiro – após localizado, ele é preso e degolado.


zumbi dos palmares
Atualmente, à memória da morte de Zumbi dos Palmares, celebramos ao 20 de novembro o Dia da Consciência Negra.




ABRAÇO CARINHOSO E FRATERNAL A TODOS QUE TEM A 
CONSCIÊNCIA DESTE DIA ...

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER 

 

2 comentários:

Cida disse...

Belo post, amiga.

Só me resta assinar abaixo de tudo que você disse tão bem.
Também abomino o racismo em todas as suas formas.
Não me esqueço em nenhum momento, que somos todos irmãos em Cristo, e portanto idênticos perante a Ele.

Te deixo um beijo afetuoso, e desejos de uma ótima semana.

Cid@

Antonio Rubilar B. Valente disse...

Oi amiga Giovana!!!Mais uma vez,venho agradecer pela visita e pelos comentários. E dizer que a discriminação racial é uma peste no mundo todo e não é só de cor, é de etnia, credo, religião e opção sexual. Pessoas que discriminam, no fundo discriminam a Deus por tudo o que Ele criou.E isso é abominável não é mesmo? Um grande abraço e um dia cheio de luz pra vc! Rubi.