Seguidores

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

PARA UMA BOA REFLEXÃO ...



Coruja Sábia,
A Confusão Na Floresta E A Troca Dos Problemas.




Naquele dia a tranqüilidade reinante na floresta foi interrompida por um grande tumulto provocado por seus habitantes. Uma verdadeira muvuca se instalou de repente. Todos reclamavam torrencialmente de seus problemas. O ágil Beija-Flor foi buscar a líder da floresta, a velha e sábia coruja Ágape. Em desespero ele chegou arfando:



- Sábia coruja a floresta enlouqueceu, todos reclamam sem parar, precisamos de sua imediata intervenção. E lá foi a coruja. Chegou rapidamente e observando passou a ouvir os problemas de todos com muita atenção. Os castores reclamavam da dor de dente que atrapalhava a construção de diques, o esquilo do urso roncador que hibernava a sombra de sua árvore, os coelhos dos seus problemas com a educação dos inúmeros filhotes, o pica-pau de dor de cabeça, as formigas e as abelhas unidas reclamavam que não conseguiam parar de trabalhar eram as workaholics da floresta, os cervos reclamavam dos chifres que enroscavam em tudo, as girafas de torcicolos e da gozação das hienas, as hienas e os urubus do cheiro da carniça, os macacos da altura das árvores, os rinocerontes da miopia, os peixes da umidade, os elefantes do tamanho da tromba e assim seguiam as reclamações da floresta. A coruja Ágape, grande sábia, após um pouco de concentração deu um grande piado que imediatamente silenciou a floresta. Silêncio instaurado começou a falar:

- Tenho a solução. Vamos fazer um sorteio e trocar os problemas. Cada um troca de problema com o correspondente sorteado, assim podem de se livrar agora dos problemas atuais e ajudar uns aos outros resolvendo problemas diferentes; uns menores e outros maiores que os seus, que acham? Todos refletiram, se entreolharam e começaram a balançar a cabeça concordando, afinal muitos achavam que seus amigos não tinham problemas; o urso dormia e descansava, as abelhas chupavam mel, o pica-pau voava e tinha uma excelente vista lá de cima, os castor tinha uma grande piscina, o leão um harém, e assim pensando concordaram com a troca de problemas. O sorteio se fez.

Felizes com o resultado, sentiam-se aliviados, renovados. Uma minoria queria ter sido sorteada com problemas ainda menores. Mas mesmo assim, estavam satisfeitos, pois todos foram sorteados com problemas menores que os anteriores. A paz voltou a reinar na floresta, enfim harmonia novamente. Uma semana depois, a Coruja Ágape, foi chamada as pressas novamente... Desta vez a muvuca estava ainda maior, barulheira tremenda.

Todos sem exceção queriam autorização para ter seus problemas de volta.

A velha e sábia coruja satisfeita com a lição que dera aos inconformados problemáticos da floresta, autorizou que todos destrocassem os problemas pegando os seus de volta.

A paz novamente voltou a reinar na floresta. Desta vez definitivamente graças à velha e sábia coruja Ágape. Terminando a história, verifiquei que o pequenino dormia ao meu lado.

Satisfeito refleti: meu pequeno problema desta noite é ínfimo perto do problema de meu melhor amigo; ele está passando a noite com sua esposa hospitalizada, ainda bem que não troquei com ele. Virei me cobri e dormi contente com todos os meus pequenos problemas aparentemente sem solução.



( DESCONHEÇO A AUTORIA DESTA BELA 
HISTÓRIA, QUE É UMA ÓTIMA LIÇÃO DE 
VIDA PARA TODOS NÓS ... ).

ABRAÇO CARINHOSO E FRATERNAL MEUS 
QUERIDOS ... 

GIOVANA CRISTINA SCHNEIDER

5 comentários:

Ivaneide Henrique disse...

Olá Giovanna!

Boa noite querida.
Eu amei essa história e peço permissão para um dia postar essa linda reflexão da coruja.
Obrigada pela visita ao profetizando, viu?
Que Deus te abençõe com chuvas de bençãos.
Abraços fraternos e uma feliz sexta feira pra vcs.

Ivaneide Henrique disse...

Voltei rsrsrs

só pra agradecer sua chegada no profetizando. Fiquei muuuuito feliz.
Gratíssima querida!!

beijos

O Profeta disse...

Tão triste nasceu hoje o Verão
Tão agreste sopra este colérico vento
Tão molhada está esta verde terra
Tão cinza está um coração em desalento

Mentem os que disserem que perdi a Lua
Os que profetizaram o meu futuro de luz
Mentem os que acharam que não me visto de sentimento
Os que acham que apenas a mentira seduz

Acolhi no olhar todas as coléricas vagas que alcancei
Abracei uma roseira e senti o golpe dos espinhos
Senti o aroma errante das hortênsias
Numa viagem por sete caminhos

Bom fim de semana

Doce beijo

Ivaneide Henrique disse...

Olá!!

Estou passando para desejar uma semana recheada de bençãos.

Chuuuuuuuuuuvas de bençãos aí, em sua vida.

Abraços!!

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

As interessantes fábulas, sempre nos mostram bons exemplos para a vida, como esta da Coruja Ágape.
Obrigada, pela patilha, muito bom para reflexão.

Um lindo final de semana...um beijo,
da Lúcia