Seguidores

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

A VIDA NÃO FOI MINHA AMIGA. (1ª PARTE)

 
CONTINUAÇÃO ...

Como era bom ter o Milk em casa, que bom ter um 
amigo. Mesmo que este fosse um rato.



Seu marido, praticamente não se comunicavam, ele chegava
e mal falava, saia de madrugada e assim era sua vida 
de casada.
Filhos não teve, como o marido sempre dizia:
"Mulher de útero seco."
Mas, ela tinha sim alguém, e o seu nome é Milk, ele entendia 
a sua vida, que não tinha vida.
Perdida em seus pensamentos, num estalo lembrou da 
velha sogra e foi la dar uma olhada para ver se ela 
estava bem, tudo transcorria bem na vegetal vida da sogra,
que não era tão diferente da sua própria, estavam as 
duas vegetando nesta vida.
Voltou para os seus afazeres domésticos, o ratinho Milk
foi dar umas voltas pela casa.
Já estava escurecendo, a lua já estava se fazendo presente,
era mais um dia que se ia. Pensou novamente na sua vida 
que não tinha vida, fechando as janelas e portas da 
casa e pensou:
"Será que um dia, a sua vida teria vida ?"

( Fim da 1ª Parte)

Continua ...

Nenhum comentário: