Seguidores

terça-feira, 27 de agosto de 2013

A VIDA NÃO FOI MINHA AMIGA. ( 3ª PARTE )



Continuação ...

Os dias foram passando, e aquela sensação continuava.



O marido, agora ficava dias sem aparecer em casa, quando
aparecia era para pegar algumas roupas e deixar algum dinheiro, nem seguer 
perguntava como estava a mãe, que continuava vegetando.
E a vida foi seguindo seu curso, mas com uma diferença,
a vida não estava totalmente sem vida. A sensação depois 
que ela sorriu continuava, e a cada dia crescia, uma 
sensação nunca sentida antes, que estava fazendo bem.
Agora quando ia cuidar da sogra, sentava no quarto e 
ficava horas conversando, mesmo sabendo que falava para 
um ser que vegetava em cima de uma cama.
Sabia que alguma coisa estava mudando nela, e não estava
com medo dessa mudança.
Gostava de ficar na varanda, sentada com Milk ao seu lado
admirando o crepúsculo, que são os instantes em que o céu
próximo ao horizonte no poente ou nascente toma uma cor 
gradiente, entre o azul do dia e o escuro da noite, um 
momento facinante, único que ela até então, nunca tinha 
prestado atenção.
E sorriu novamente, agora um sorriso espontâneo.

( Fim da 3ª Parte)

Continua ...

Nenhum comentário: