Seguidores

sábado, 24 de janeiro de 2015

FRAGMENTOS... Do Cotidiano (6)


Baseado em Fatos Reais.

Era uma vez um... "VISITANTE INDESEJADO"

Todo rato se acha muito esperto.


Era dia de faxina, Neia e a faxineira estavam dando uma geral na casa, 
quando  em um determinado tempo, o "visitante indesejado" foi avistado...
Foi aquele auê, uma correria só...
Quando a faxineira teve a ideia de ligar para o marido, pedindo socorro...
O marido foi, e o "visitante" se escondeu, dando a entender que tinha ido
embora...
As "meninas" estavam presas, que são duas cachorras de estimação: a Lua e a Sonne.
Acreditando que o "visitante" tinha ido embora, Neia abriu a porta do quarto 
que as duas estavam...
A Sonne começou a cheirar tudo e foi para uma poltrona preta, e começou a fusar
por dentro dela, o "visitante" saiu correndo do seu esconderijo para fora de casa...
Como já estava tarde , e sem a presença do "visitante", tudo voltou ao normal.
Então foram dormir...
Na manhã seguinte, Sonne que dormia na área de serviço do lado de fora, viu
algo estranho debaixo da geladeira, e começou a cheirar...
Neia pensou, que era algum brinquedo da Sonne que estava debaixo da geladeira?
Ledo engano...
Era o tal "visitante" que estava lá.
Neia saiu correndo para dentro de casa e fechou a porta, Sonne ficou do lado 
de fora, atrás do "visitante" que corria para lá e para cá, totalmente perdido.
Nesta correria toda, o "visitante" pulou no muro que tinha do lado da área de 
serviço, pensou que estava salvo.
Coitado...
Ledo engano.
Pensa no susto que o pobre levou? Ao deparar com a Gaia (uma Pitt Bull)...


O muro de salvação, era o muro do canil que a Gaia morava (outra cachorra
de estimação da casa).
Mais tarde, Neia entrou no canil para limpar...
Gaia estava deitada, e do seu lado...
O infeliz do "visitante" morto.




MORAL:
 Dificilmente, a esperteza e a inteligência 
podem ser consideradas sinônimos:
O esperto conta sempre com a sorte...
Como no caso do muro da salvação...
Que era o muro, da condenação!!


PS: Já contei esta história aqui no blog, agora ela virou: 
FRAGMENTOS... Do Cotidiano.

Giovana Cristina Schneider

Um comentário:

Ana Bailune disse...

Olá!
Uma história excelente!
Quem cultiva a esperteza tem pouco tempo para cultivar a inteligência.